Não espere que Aniquilação seja uma ficção de ação: lembra muito o filme A Chegada com a Amy Adams. Seja pelo ritmo ou a motivação da protagonista

Muito se diz que essa é a melhor época para fãs de quadrinhos, o que de fato é verdade. Seja com filmes ou séries ganhando vida e com o seu universo consolidado.
Mas não são apenas os fãs de HQs que têm motivos para comemorar o cenário atual. Fãs de ficção científica também. Nunca houve tanta opção para o gênero e que venham mais exemplares independentemente da mídia. Agora chega à Netflix um filme original do serviço, mas que foi concebido para chegar aos cinemas. Aniquilação, dirigido e escrito por Alex Garland, que, em 2015, dirigiu o excelente Ex-Machina. O debut do diretor em grandes produções venceu o Oscar de Efeitos Visuais. É estrelado por Natalie Portman, Jennifer Jason Leigh, Oscar Isaac – trabalhando novamente com o diretor – Gina Rodriguez, da série Jane A Virgem e Tessa Thompson, de Thor Ragnarok e Creed.

Assine nossa lista de e-mails para ter novidades nerds de alta qualidade, imediatamente, assim que forem postadas


Embora o lançamento do filme aqui no Brasil pela Netflix seja uma ideia positiva no que diz à democratização do acesso, claramente nota-se que o filme foi feito para a tela grande. Há vários planos aqui muito bonitos e de encher os olhos. Agora é esperar pelo making of.

O filme é baseado em um livro homônimo e conta a história de Lena (Natalie Portman), uma bióloga que se junta a outras 4 mulheres para uma expedição num lugar conhecido como Área X. Entretanto, coisas estranhas começam a acontecer como contaminação, criaturas misteriosas e as mulheres vão sumindo pouco a pouco.


Não espere uma ficção de ação: lembra muito o filme A Chegada com a Amy Adams. Seja pelo ritmo ou a motivação da protagonista, perda na família. Em A Chegada Amy Adams perde a filha e aqui a Natalie Portman perde o marido vivido por Oscar Isaac.

Justamente por isso que Aniquilação não deva agradar ao grande público. Ele deve agradar mais a crítica ou ficar com as premiações. Deve ser mais uma obra de nicho.


O mais interessante aqui é o bom uso de suas linhas temporais. O filme apresenta o passado em forma de flashbacks da Natalie com Oscar Isaac, o presente com a missão em si e o futuro com o interrogatório da Natalie.

E sem contar os conceitos que o filme levanta sobre vida – humana e não-humana – meio ambiente, ética, vida alienígena e religião. O roteiro traz mais perguntas do que respostas.
No terceiro ato do filme, os 10 minutos finais são simplesmente arrepiantes, muito bem filmados e bem feitos.

Alex Garland faz uma ótima direção de atores aqui. Embora o filme tenha alguns problemas de ritmo no início e a decisão da divisão do filme em capítulos poderia ter sido descartada. É completamente desnecessária.

Aniquilação - Natalie Portman
Aniquilação é mais um acerto da Netflix, que está investindo pesado em ficção científica,. Seja com esse filme ou com a série Altered Carbon.

Uma obra que traz mais perguntas do que respostas é rara hoje em dia, mas Aniquilação faz isso muito bem.

E nós, fãs, ficamos agradecidos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here