O jogo começa em uma mansão abandonada – o que me lembrou aquelas do Resident Evil – passa por florestas, montanhas e algumas cidades. Bloodborne é um jogo sangrento que lembra Dark Souls, misturado com a essência de OutLast. Você precisa jogar para sentir tudo isso.

Assine nossa lista de e-mails para ter novidades nerds de alta qualidade, imediatamente, assim que forem postadas

Foi lançado dia 24 de março de 2015, sim quase um ano já.  Produzido pela From Software em parceria com a Sony, o jogo é exclusivo PS4. Ganhou um prêmio de melhor design concebido pelo BAFTA Video Games Award em 2016.

Bloodborne veio para continuar o legado sangrento. O jogo possui características que remetem a era vitoriana, tanto nos cenários e personagens, quantos nas armas e equipamentos. Uma troca drástica levando em conta que seus “antecessores” possuíam todos uma temática medieval. Tudo para atender aos desejos do diretor Hidetaka Miyazaki, que há tempos queria criar um jogo usando as características deste período, e que fossem reproduzidas de modo bastante fiel. Como dizem, às vezes mudar é preciso. Ainda bem.

Bloodborne l

Com o jogo praticamente focado na história, percebemos que tiveram outro foco também. Um foco na qualidade das construções. Os efeitos sonoros dão ainda mais vida às góticas localizações. Dá para ficar contemplando certas paisagens por bastante tempo, de modo a procurar um ou outro pequeno detalhe que você pode ter deixado escapar na última vez que esteve ali.

Claro que os lugares existentes em Bloodborne não se limitam a cidades infestadas de ratos, monstros e civis assustados se escondendo dentro de suas casas. O jogo possui florestas, áreas rochosas e outras localizações que foram tão bem trabalhadas quanto as construções existentes dentro das cidades. Os monstros são assustadores e cada um te impressiona mais do que o outro. Afinal de contas, Bloodborne além de um jogo de ação, também é um jogo de terror.

Bloodborne lll

O criador de personagens também obteve melhorias em relação aos seus irmãos mais velhos. Jogadores mais pacientes irão passar horas para montar um personagem que se pareça com eles (e podem até conseguir) ou então que se assemelhe a alguém famoso, seja uma pessoa de carne e osso ou não.

Os boss, claro, são um fator essencial em Bloodborne. Quase todos são um desafio para ser derrotados, seja ele uma abominação saída de um pesadelo ou até mesmo um caçador rival. Muito estudo de seus movimentos por parte do jogador é requerido e, na maioria das vezes, isso é decisivo. Tais lutas são complementadas por uma trilha sonora de tirar o fôlego, o que dá ainda mais emoção aos combates. Vai ter boss que dificilmente você irá esquecer. É uma sensação parecida com a que temos em Dark Souls, a dificuldade de chegar neles é bastante parecida.

As espadas, machados e demais armas brancas também receberam um cuidado especial. Isso é remediado com o fato de que cada arma é, na verdade, duas armas ou até mesmo três. Ao apertar o botão L1, sua arma muda de formato, obtendo uma nova variedade de golpes. É possível efetuar combos mesclando a mudança de estilo das armas para surpreender o oponente.

O acesso rápido ao inventário também recebeu mudanças. Agora, além de usar o método tradicional com o D-Pad, é possível também anexar acessórios com o Touch-Pad do Dual Shock 4. É um bom método para se acessar itens que necessitam de ainda mais rapidez no uso.

Bloodborne™_20150325105137

Você tem que ter em mente que morrer faz parte. E isso vai acontecer bastante, pois a inteligência artificial é tão astuta que certos inimigos o farão pensar que está enfrentando outro jogador, quando na verdade não. Em Demon’s/Dark Souls era possível ver isso em alguns oponentes, mas Bloodborne eleva isso a um novo patamar que vai te deixar impressionado.

O ponto fraco fica por parte da queda de FPS repentina. Faltou um cuidado com essa parte do jogo, já que não é comum termos esse tipo de queda em jogos dessa qualidade.

Bloodborne é um jogo em que você vai morrer muito, antes de aprender a ficar vivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here