É uma experiência simples, considerando todos os aspectos. É nessa simplicidade que conseguimos ver a beleza desse jogo e todo o seu mérito, sem distrações durante toda a jornada, mantendo o jogador focado o tempo todo. Além de sinistramente preto e branco – mais para preto do que branco -, o jogo foi produzido no formato de side-scrolling 2D com a mecânica de puzzle. Sua jogabilidade é muito simples e intrigante, o que faz dele excepcionalmente divertido. Creio que isso seja um ponto crucial para o jogo ser o que ele é.

Assine nossa lista de e-mails para ter novidades nerds de alta qualidade, imediatamente, assim que forem postadas

Inicialmente o game não apresenta ou explica a sua história, apenas sabemos que um menino está enfrentando os perigos de uma floresta tenebrosa com misteriosos desafios em busca da sua irmãzinha, por isso o título “entrar no Limbo”.

Limbo ll

O jogo parece fácil, mas logo nos primeiros desafios o jogador enfrentará com muita paciência e perspicácia as “pequenas” tarefas que o limbo destina ao garotinho. Sério, às vezes correr de uma aranha ou acertar uma caixa no lugar certo é mais trabalhoso do que parece. A atenção exigida no jogo vai desde perceber o que está oculto nos ambientes a estar com os ouvidos atentos para o que os olhos não veem. Além disso, o personagem não tem interações com o jogador ou com os poucos personagens que aparecem na sua jornada, tornando uma aventura solitária e inesperada.

O singelo jogo foi recebido tão bem pelo público e pela crítica que antes mesmo da sua estreia já tinha recebido sete prêmios e após o seu lançamento foi nomeado a “Jogo do Ano”, “Melhor Jogo Independente” e “Melhor Arte Visual” na European Milthon Awards de 2010 durante o Paris Game Show em setembro de 2010.

Limbo l

O bizarro e o sensacional, estranhamente, conseguem andar juntos nesse jogo até o final. Trilha sonora e ambiente dignos de clássicos, não pela técnica, mas pela imersão com cenários sombrios e sufocantes. Puzzles relativamente fáceis, mas estranhamente complicados, levando em consideração tudo o que você tem para interagir – não se assuste, Limbo é estranho assim mesmo.
A jornada para encontrar sua irmã é cheia de personagens e de lugares aparentemente iguais, mas cada um com sensações diferentes. Sentimentos que brotam de pequenas ações do personagem principal e sua relação com tudo, e como o “tudo” se relaciona bizarramente com o personagem!

Limbo deve ser jogado de uma vez só, como se fosse um filme. É curto, mas o tempo no jogo faz parecer uma eternidade, seja pelo personagem, pelo cenário ou pela experiência única que você obtém.

Limbo foi lançado no dia 21 de julho de 2010 e está disponível para PS3, PS4, PC, Xbox 360, Xbox One, WiiU, Android e iOS.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here