Hardcore é um filme inovador sob várias perspectivas. A mais notável delas é a de que o filme é contado em primeira pessoa, isso mesmo, como um videogame. A premissa não é lá muito nova mas os produtores fizeram questão de adicionar muito gore e ação ao gênero, que faz o final de Doom: A Porta do Inferno parecer um passeio na Disney.

Assine nossa lista de e-mails para ter novidades nerds de alta qualidade, imediatamente, assim que forem postadas

Logo no começo do trailer podemos ver que o filme se passa no futuro já que a cena se passa numa espécie de sala de cirurgia cheia de equipamentos high-tech. Vemos uma cientista perguntando ao mocinho se ele se lembra como foi parar lá, entrega a ele algumas peças robóticas como um braço e perna para substituir seus membro decepados após o acidente que o matou. A cientista é a mulher do mocinho e acabou de transformá-lo em um ciborgue. Logo eles escapam do laboratório e sua aventura começa.

O mocinho começa a ser perseguido pelos capangas do vilão, Danila Kozlovsky, que mais parece o Dante de Devil May Cry. O tal bandido raptou a cara metade do mocinho como parte de seu plano megalomaníaco e agora ele terá que recuperá-la participando de uma batalha contra uma infinitude de mercenários pela cidade de Moscow. Aparentemente seu único aliado será Jimmy (Sharlto Copley) que tentará guiá-lo durante sua missão.

Já aviso antes que o trailer é NSFW, contém muita violência e sangue. Esteja avisado

Achei uma história legal, não sei se vai ficar bom já que o filme pra ser interessante parece mostrar violência non-stop, assim como seria um jogo de tiro em primeira pessoa. Não sei se essa experiência se transpõe de uma boa forma para o cinema, mas, só vendo pra saber. E você, tá louco pra ver o filme? Diz aí pra gente nos comentários quais são suas expectativas!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here