Na semana passada, 21 de junho, foi feita a primeira convocação de jogadores profissionais para a seleção brasileira de Counter Strike: Global Offensive. Eles disputarão uma qualificatória da América do Sul em busca de uma vaga para a Copa do Mundo de CS:GO (The World Championships 2016), com premiação total de US$ 100 mil. O torneio mundial será realizado de 12 a 16 de outubro, em Belgrado, capital da Sérvia.

Assine nossa lista de e-mails para ter novidades nerds de alta qualidade, imediatamente, assim que forem postadas

Já a qualificatória da América do Sul, que será pela internet, terá duas partes. A primeira nos dias 6 a 9 de julho, e a última parte entre 22 a 24 de julho. Haverá dez seleções disputando por uma vaga no torneio oficial, dentre eles: Brasil, Venezuela, Colômbia, Bolívia, Equador, Peru, Uruguai, Chile, Argentina e Paraguai.

O responsável pela convocação dos jogadores é o ex-treinador da Santos Dexterity, Raphael ”Gago” Perreira. Ele selecionou 13 jogadores profissionais e mais um treinador, o Otávio ”bczz” Bocuzzi, para ajudar. A seleção conta com integrantes das equipes INTZ, CNB e-Sports, Team Innova, Big Gods e Team One.

Treinador Gago
Raphael ”Gago” Perreira – Ex-treinador da Santos Dexterity

 

Line-up da Seleção Brasileira:

  • Raphael “Cogu” Camargo (INTZ)
  • Augusto “Gut0” Bertora (INTZ)
  • Allan “Invul” Diniz (INTZ)
  • Arthur “Prd” Resende (CNB)
  • Guilherme “Spacca” Spacca (CNB)
  • Nicholas “Guerri” Nogueira (CNB)
  • Denis “Dzt” Fischer (Big Gods)
  • Paulo “Land1n” Felipe (Big Gods)
  • Felipe “DelboNi” Delboni (Big Gods)
  • João “Knight” Lourencin (Innova)
  • Victor “iDk” Torraco (Innova)
  • Marcelo “Chelo” Cespedes (Innova)
  • Victor “bld V” Junqueira (Team One)

Uma parte de nós, torcedores brasileiros, ficaram frustados por não terem escalados os jogadores dos times SK Gaming (antiga line-up da Luminosity), Immortals gg, G3X, AlienTech.BR e WinOut. O treinador ”Gago” explica que jogadores desses times não foram convidados pelo simples motivo de morarem fora do Brasil e por estarem sempre envolvidos com muitos campeonatos importantes, o que impossibilita a participação. Gago informou também que escolheu somente jogadores que residem no Brasil para dar a eles oportunidade e visibilidade em um cenário tão forte lá fora.

Seleção 2015
Seleção brasileira de 2015 – Base formada por jogadores da antiga Luminosity e GA

Confira o vídeo completo do treinador ”Gago” falando sobre a seleção brasileira:

 

A Entrevista

Um dos jogadores principais da seleção é o Raphael “Cogu” Camargo, muito conhecido por ter jogado na MIBR e por ter conquistado alguns títulos fora do Brasil, como por exemplo a Electronic Sports World Cup em 2006.
Nós do Nerdista entramos em contato com o Cogu para tirarmos algumas dúvidas sobre a seleção.

Nerdista: Você é, com toda certeza, um dos principais nomes da seleção. Como se sentiu ao ser chamado para a equipe, já que ano passado não teve essa mesma oportunidade?

Cogu: Voltei a jogar cs no final do ano passado. Acho que não estava jogando quando teve essa “convocação”. Mas com certeza fiquei feliz, representar o Brasil é sempre uma alegria a mais!

Nerdista: Foram selecionados 13 atletas para a seleção, você acredita que haverá rivalidade para ficar entre os 5 principais?

Cogu: Não parei pra pensar nisso. Rivalidade sempre tem, em todos os segmentos. Temos que pensar no que for melhor pro time, não deixar atrapalhar. Tenho certeza que não será um problema.

Nerdista: O que você achou da decisão dos treinadores Otávio “Bczz” Bocuzzi e Raphael “Gago” Parreira de convidar somente os jogadores que residem no Brasil?

Cogu: Acho que a ideia foi bem legal, da um movimento maior no cenário nacional. Sei que seria bem difícil para algum jogador que atue fora do país participar. Teria que deixar os treinos para poder jogar o campeonato. Quem está fora do país treinando tem muito a perder. Não o player, mas a equipe que esse jogador iria desfalcar. Isso é uma coisa que tem que ser conversada para que equipe e seleção não percam muito.

Nerdista: Você como jogador da INTZ e-Sports pode ter problemas com conflito de horários. Caso isso ocorra, como pretende resolver esse problema sem prejudicar a organização e a seleção brasileira?

Cogu: Como disse anteriormente é uma coisa que tem, e será discutida para que nem seleção, nem o time que cada jogador representa seja prejudicado.

Para conhecer melhor o jogador, acesse a fanpage do Cogu: www.facebook.com/cscogu

A grande dúvida para todos nós é como essa seleção brasileira irá se sair durante a qualificatória da América do Sul. Será uma grande experiência para esses jogadores, que no momento não têm esse tipo de oportunidade, e quem sabe, depois desse campeonato teremos outro time escalado para residir e competir fora do Brasil. A nossa única missão como torcedores é torcer pela seleção e também por uma visibilidade maior do Brasil, abrindo os olhos de patrocinadores e organizações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here